1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Confira os valores das aposentadorias do INSS para pagamento

Quando você solicita a sua aposentadoria ao INSS uma série de cálculos são realizados para que o órgão chegue a um valor justo para o seu benefício. O cálculo do valor de aposentadorias é feito pelos sistemas do INSS com o intuito de cumprir tudo aquilo que está na legislação, além de também definir o valor que será pago ao indivíduo quando ele começar a receber o benefício.

A forma de cálculo envolve várias regrinhas que, se você não prestar atenção, pode facilmente lhe confundir. A seguir, veja alguns detalhes sobre a forma de cálculo das aposentadorias do INSS.

Salário de Benefício e a Regra Transitória

O salário de benefício é o primeiro cálculo realizado pelo sistema, antes de todas as demais regras serem aplicadas para que o órgão chegue ao valor da Renda Mensal Inicial do segurado. Para calcular o salário de benefício há a regra geral e a regra transitória.

Na regra geral são calculadas as contribuições feitas somente a partir de novembro de 1999. O sistema acaba verificando quantos meses foram recolhidos durante esse período e, em seguida, irá efetuar a soma da quantidade de meses que representará 80% do período, sempre selecionando os meses que tiveram recolhimentos com um valor maior. Por exemplo, se o cidadão contribuiu 200 meses, 80% disso serão 160 meses. Desses 160 meses, o sistema irá encontrar aqueles cujo valor contribuído foi maior, soma-los e dividir por 160.

Na regra transitória há duas opções: primeiro o sistema irá calcular a quantidade de meses de 1994 até o mês anterior à solicitação da aposentadoria e irá usar o divisor mínimo que é 60%. Se um indivíduo contribuiu 200 meses, o sistema irá pegar o 60% disso e o valor será arredondado, se for preciso. Em seguida o sistema irá verificar quais desses meses há contribuições e irá definir quais deles serão somados, podendo usar até 80% do período contributivo.

Também é preciso aplicar o Fator Previdenciário

O fato previdenciário deve ser aplicado no cálculo do valor de benefício, pois pode contribuir tanto para aumentar ou diminuir o valor da renda mensal inicial, de acordo com cada caso. Entretanto, o fator previdenciário é obrigatório somente na aposentadoria por tempo de contribuição, enquanto nas demais é apenas uma opção, sendo aplicado somente se for vantajoso.

Somente o próprio órgão poderá aplicar o fator previdenciário corretamente.

Cálculo da Aposentadoria por Idade e por Tempo de Contribuição

Agora você verá um pouco mais de como funciona o cálculo da aposentadoria por idade. Pela regra, o sistema usa 70% do valor do salário de benefício e acresce 1% para cada 12 contribuições, até atingir o limite de 100% do salário de benefício.

Já na aposentadoria por tempo de contribuição, o cálculo é feito com base no tempo total que for apurado pelo sistema. O fato do cidadão possuir um tempo de contribuição integral, proporcional ou de professor influencia diretamente nesse cálculo. Por isso sempre fique ligado e peça para revisar o seu benefício caso não esteja satisfeito com o valor que recebe.

Recomendados para você: