1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (781 votos, média: 0,00 de 5)
Loading...

Plano Simplificado de Previdência Social

Contribuir com a Previdência Social é uma obrigação para grande parte da população e uma opção para outros, de acordo com a sua profissão e sua qualidade de vida. Se veem obrigados a contribuir aqueles que possuem carteira assinada; já aqueles que trabalham como autônomos ou até mesmo estudantes podem escolher se vão ou não contribuir com o órgão.

Essa categoria dos que podem escolher recebe o nome de Contribuinte Individual e, se estes escolhem contribuir, devem optar pelo plano simplificado da Previdência, que veremos como funciona a seguir.

Plano Simplificado de Previdência Social

Plano Simplificado de Previdência Social

O que é o Plano Simplificado

O Plano Simplificado da Previdência Social é uma forma de contribuição cujo percentual a ser contribuído é menor do que o normal e funciona perfeitamente como uma inclusão previdenciária para aqueles que se encaixam na categoria de Contribuinte Individual.

O plano simplificado consiste em uma contribuição de 11% do contribuinte (o normal é 20% sobre o salário mínimo), desde que o valor a ser pago na GPS (Guia da Previdência Social) seja igual à alíquota multiplicada pelo salário mínimo. O principal objetivo desse plano simplificado é possibilitar que mesmo aqueles que não possuem carteira assinada ou uma renda fixa possam contribuir e garantir o seu futuro, a sua aposentadoria.

Plano Simplificado: para quem é?

Como nós falamos, o Plano Simplificado é voltado para todas as pessoas que se inscreveram na Previdência Social na categoria de Contribuinte Individual. Mas quem são os contribuintes individuais? Essa categoria abrange as pessoas que trabalham por conta própria, como os autônomos, e que não prestam nenhum tipo de serviço à empresa ou equiparada.

O que não mencionamos é que esse plano também pode ser aderido pelas pessoas da categoria Facultativo, que são aqueles que não exercem nenhuma atividade remunerada, como os estudantes. Na categoria Facultativo às vezes também se encaixam as empregadas domésticas, principalmente aquelas sem carteira assinada.

Plano Simplificado: como pagar?

Para começar a contribuir com a Previdência em uma das categorias mencionadas (Contribuinte Individual ou Facultativo), você deve ir até uma agência do INSS e se inscrever, escolhendo uma das categorias, de acordo com o seu estilo de vida. Se precisar de ajuda, informe ao atendente o tipo de atividade que realiza e ele te ajudará a escolher a categoria ideal.

Plano Simplificado de Previdência Social

Plano Simplificado de Previdência Social

Em seguida, informe que você deseja pagar por meio do Plano Simplificado. Para usar o plano é bem fácil, basta usar o código específico para o plano no momento de preencher a Guia da Previdência Social, que pode ser comprada em uma papelaria ou emitida por meio do portal da Previdência na internet.

Plano Simplificado: quais serão os seus benefícios?

Aqueles que começarem a contribuir com a Previdência Social poderão garantir a sua aposentadoria e demais benefícios, assim como todos os demais contribuintes. O Plano Simplificado da Previdência dá ao contribuinte o direito de receber todos os benefícios previdenciários, tanto aposentadoria quanto auxílios, com exceção da aposentadoria por tempo de contribuição e a Certidão de Tempo de Contribuição, conhecida como CTC.

Caso você já contribua para a Previdência, mas deseje mudar para o Plano Simplificado, basta alterar o código informado na GPS.

 

Recomendados para você: