1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (856 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Previdência Privada e Imposto de Renda

A Previdência Privada e o Imposto de Renda sempre andaram juntos e é essencial que você tenha conhecimento do quanto um influencia no outro e de qual a melhor tática que deve ser adotada na hora de selecionar um plano de previdência privada. A seguir, nós falaremos sobre dedução, tabela regressiva e muito mais.

Saiba mais informações, acesse: Previdência Privada ou Poupança

Previdência privada tabela regressiva

A tabela regressiva deve ser adotada por aqueles que desejam obter um investimento a longo prazo, ou seja, não pretendem resgatar o dinheiro depositado em breve. Assim, quanto mais tempo o investidor continuar no plano, menor será a alíquota do imposto de renda. A tabela regressiva é a mesma que determina a alíquota do IR, portanto ela é indicada se você deseja receber uma parcela mensal que fique na faixa de isenção do IR.

Previdência Privada e Imposto de Renda

Previdência Privada e Imposto de Renda

Previdência privada dedução imposto de renda

Na hora de declarar o imposto de renda, os planos PGBL e VGBL são declarados de formas distintas, devido às suas características de tributação. As contribuições do VGBL não podem ser deduzidas do Imposto de Renda, enquanto as do demais planos podem ser abatidas no cálculo do imposto até 12% da renda tributável do contribuinte.

Como deduzir PGBL no imposto de renda

A dedução do PGBL pode ser feita por todos os indivíduos que pagam o IR e declaram através do modelo completo. As contribuições do PGBL devem ser informadas na ficha de Pagamentos Efetuados, de acordo com o código de cada uma das contribuições. A dedução é feita apenas no modelo completo e o programa da Receita Federal é responsável por calcular o limite de dedução.

A tributação do Imposto irá incidir sobre o valor total do resgate.

Saiba mais informações, acesse: Previdência Privada Gerdau

Resgate PGBL imposto de renda

O plano PGBL é de curto prazo, ou seja, você pode resgatá-lo em menos de um ano, se quiser. No entanto, tudo isso deve ser informado no imposto de renda. Como você viu, a tributação do IR irá incidir sobre o total do valor resgatado, no entanto, caso não tenha acontecido resgate nenhum nos últimos 12 meses, você não precisa informar em nenhuma outra ficha da declaração.

Como declarar previdência privada no imposto de renda

A previdência privada é muito fácil de ser declarada. Você já aprendeu como declarar as contribuições do plano PGBL, agora falaremos do plano VGBL. Nesse caso, as contribuições devem ser declaradas na ficha de Bens e Direitos; é preciso informar apenas o valor da contribuição realizada no período.

Ou seja, você deve informar o total da sua contribuição no último ano, não precisando informar o rendimento, já que ele não foi resgatado.

Calculo PGBL imposto de renda

O portal Brasil Prev possui uma página destinada ao cálculo do PGBL e do VGBL sobre o Imposto de Renda. Segundo o site, você pode descobrir quanto receberá de benefício fiscal, no caso de declaração na modalidade completa, e ainda realizar simulações de rentabilidade em um plano VGBL.

A simulação pode ser feita no site https://www2.brasilprev.com.br/ImpostoDeRenda/beneficioFiscal/Paginas/Simulador.aspx, basta você escolher as opções de acordo com o seu plano.

Saiba mais informações, acesse: Previdência Privada Quanto Investir

PGBL imposto de renda regressivo

PGBL imposto de renda regressivo

PGBL imposto de renda regressivo

O indivíduo que optar pelo plano PGBL pode escolher entre uma tabela progressiva ou regressiva. No primeiro caso, todas as contribuições devem ser informadas na ficha de Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoas Jurídicas, enquanto no segundo caso, na tabela regressiva, as contribuições devem estar na ficha de Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva.

 

 

Recomendados para você: