1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (634 votos, média: 0,01 de 5)
Loading...

Previdência Privada Regressiva

A previdência privada é uma alternativa para aqueles que desejam ter uma qualidade de vida melhor ao se aposentar e querem garantir que poderão se sustentar sem nenhum tipo de problema. Com a crise que o país está vivendo e as novas regras que possivelmente serão impostas, cada vez mais pessoas estão aderindo a esse fundo de investimento de longo prazo.

Mesmo sendo muito vantajoso, os planos de previdência privada também possuem tributação e podem ser de dois tipos: PGBL ou VGBL, de acordo com o perfil do indivíduo. Confira a seguir as tabelas da tributação da Previdência Privada.

Previdência Privada Regressiva

Previdência Privada Regressiva

Tributação Previdência Privada

A Previdência Privada possui dois tipos de tributação: regressiva e progressiva, e cada uma influência de uma maneira a rentabilidade do seu investimento.

A tributação escolhida pode variar ainda de acordo com o tempo da aplicação escolhido; nesse caso é bom avaliar o tempo que você deseja que o plano dure. Saiba que quanto maior for o tempo de contribuição, quanto mais durar o seu plano, menor será a alíquota do Imposto de Renda quando você for sacar o valor.

Tabela Regressiva PGBL

A tributação regressiva é indicada para aqueles indivíduos que apostam na previdência privada como um investimento de longo prazo, ou seja, só pretendem retirar o dinheiro depois de muito anos. Isso porque, se o plano durar até 2 anos, o valor da alíquota será de 35%. Se o plano durar de 2 a 4 anos, a alíquota cai para 30%. Há cada 2 anos de permanência no plano, o valor da alíquota cai 5%.

Se o contribuinte ficar mais de 10 anos com o plano, o valor da alíquota que irá pagar será de apenas 10%.

Tabela Progressiva Previdência Privada 2016

A tabela progressiva funciona através do mesmo método que define o salário mínimo sobre o Imposto de Renda. De um modo geral, a alíquota é determinada de acordo com o valor a ser contribuído e com o valor total que terá na conta no momento do resgate.

Na tabela do IR vigente referente ao método progressiva, indivíduos que resgatem até R$22.847,76 não precisam arcar com nenhum tipo de alíquota. Valores de R$22.847,88 a R$33.919,80 pagam uma alíquota de 7,5%. O valor ainda aumenta: valores de R$33.919,92 até R$45.012,60 arcam com uma alíquota de 15%. Aqueles cujo investimento varia de R$45.012,72 a R$55.976,16, pagam alíquota de 22,5%, e aqueles cujo investimento ultrapassa os R$55.976,16 pagam uma alíquota de 27,5%.

Tabela Regressiva ir Renda Fixa

Muitas pessoas que optam pelo método regressivo também apostam em investimentos de renda fixa. As aplicações em renda fixa possuem alíquotas que diminuem de acordo com o tempo de duração do plano.

Tabela Regressiva ir Renda Fixa

Tabela Regressiva ir Renda Fixa

A alíquota é de 22,5% quando o investimento tiver durado menos de 6 meses, 20% quando ultrapassar os 6 meses, mas for menor que 12 meses, 17,5% quando ultrapassar os 12 meses, mas for menor que 24 meses, e 15% quando ultrapassar os 24 meses.

Tabela Regressiva IOF

O IOF recaí sobre investimentos de curto prazo. Ou seja, se você optar pelo método de tabela regressiva, mas ainda assim não optar por um plano de longo prazo, terá que arcar com o IOF. No entanto, ele é pago somente quando o investimento dura, no máximo, 30 dias. Por exemplo, no primeiro dia de investimento o IOF é de 96%; ele diminui ao decorrer dos dias e, no 30º dia, equivale a 0%.

 

Recomendados para você: