1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Protestos contra a Reforma da Previdência

Na última segunda-feira o país foi marcado por várias manifestações em todas as regiões, todas elas contra a Reforma da Previdência. O intuito dessas manifestações é conscientizar o povo das consequências da reforma e de que ela não será nada boa para conseguir a aposentadoria, além de deixar o governo brasileiro ciente da insatisfação que domina grande parte dos brasileiros.

Esses protestos se intensificaram nos últimos tempos porque a reforma está próxima de ser votada no plenário, entretanto há grandes chances de que isso não aconteça. Saiba mais sobre os protestos que aconteceram no Brasil a seguir.

Avenida Paulista é fechada com manifestantes

Na tarde da segunda-feira a Avenida Paulista foi tomada por manifestantes que estavam protestando contra a reforma da Previdência. A manifestação foi realizada na altura do Masp e faz parte de um movimento que engloba protestos em todo o país.

Os protestantes se reuniram no Museu de Arte de São Paulo e duas horas depois um trecho da avenida estava bloqueado. Em poucos minutos toda a pista ficou bloqueada. O protesto continha cartazes, faixas e bandeiras contra a reforma e o presidente. No fim da tarde o protesto ganhou ainda o apoio de alguns professores que estavam protestando na prefeitura de São Paulo e se dirigiram para a Avenida Paulista.

Agências bancárias também foram fechadas em São Paulo

O Sindicato dos Bancários também protestou contra a Reforma da Previdência nessa segunda-feira. Diversas agências da região central de São Paulo ficaram fechadas das 10h às 12h. Essa paralisação, informou o sindicato, foi definida em assembleias e ainda deverá atingir algumas agências da cidade de Osasco.

O Sindicato ainda se juntou com outros manifestantes na Avenida Paulista no mesmo dia um pouco mais tarde. Os protestos em São Paulo sempre trazem grande repercussão chamando a atenção para o fato e para que o governo saiba que a população está de olho no que eles estão fazendo.

Região de Sorocaba também teve protestos

As empresas de transporte urbano da região de Sorocaba também se manifestaram contra a Reforma da Previdência. Todos os motoristas paralisaram suas atividades e participaram de uma assembleia nas garagens das empresas, o que resultou nas frotas voltando a circular por todas as regiões rapidamente.

Esse protesto atingiu empresas de transporte urbano intermunicipal, rodoviário, de fretamento e de cargas, sendo realizado em mais de 40 municípios, como Araçariguama, Itararé, Sorocaba, São Roque, Itapetininga, Itapeva, entre outros. Todos que protestaram, cada um em sua categoria, foram pelo mesmo objetivo, que é por melhores condições de trabalho para os brasileiros e garantias para uma aposentadoria digna.

Ruas no Rio de Janeiro são interditadas

Uma manifestação contra a Reforma foi realizada no início da noite no centro do Rio de Janeiro, interditando algumas vias da região. Os manifestantes caminharam em direção à Cinelândia através da Avenida Rio Branco que ficou interditada em certo ponto.

Os motoristas que se encontravam na região foram orientados pelos agentes da CET. Logo depois das manifestações a Avenida Rio Branco e a Avenida Presidente Vargas começaram a ser liberadas até que os manifestantes se dispersaram. Nesse mesmo dia mais cedo outra manifestação ocorreu na cidade, dessa vez na frente do Aeroporto

Santos Dummond, com faixas e cartazes. Todo o manifesto foi acompanhado pela Polícia Militar e não houve incidentes.

Os manifestos devem continuar, de acordo com as notícias que forem divulgados em relação à Reforma e sua votação. Foram muitos manifestos em todo o país, nas principais capitais e cidades, para chamar a atenção para a Reforma Trabalhista, que até agora não convenceu a população de que é a melhor solução para que o país possa voltar a crescer.

 

Recomendados para você: