1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Quais são as novas regras da reforma previdenciária ?

A Reforma Previdenciária é uma iniciativa do governo federal para melhorar o sistema brasileiro e possibilitar que a população usufrua de mais benefícios. No entanto, na prática, as mudanças não estão agradando a todos. A proposta da reforma já foi modificada algumas vezes e agora diversas mudanças já foram aprovadas. Nem todas as pessoas estão cientes das novas regras e por isso, hoje traremos um resumo das principais mudanças da Previdência Social.

Leia mais a seguir.

Principais regras da Reforma Previdenciária

Após a última alteração na proposta, a reforma vem com alguns prazos e regras mais flexíveis. A idade mínima para se aposentar, que na primeira proposta era de 65 anos para todos, se fixou em 65 anos para os homens e 62 anos para as mulheres. Antigamente as mulheres podiam se aposentar com 55 anos, desde que preenchessem os requisitos mínimos.

Principais regras da Reforma Previdenciária

Principais regras da Reforma Previdenciária

A fórmula da aposentadoria para descobrir o valor de cada benefício também foi alterada. Primeiro, tira-se uma média de todos os salários de contribuição feitos pelo segurado ao longo dos anos; da média obtida, o segurado terá direito a 70%; se o segurado tiver contribuído por mais de 25 anos, cada ano contará com um acréscimo de 1,5%; se tiver contribuído por mais de 30 anos, cada ano contará com um acréscimo de 2%; por fim, se o segurado tiver contribuído por mais de 35 anos, cada ano que superar isso contará com um acréscimo de 2,5%.

Mudanças na Regra de Transição

A regra de transição também deu o que falar na reforma previdenciária. Agora qualquer trabalhador pode se enquadrar na regra de transição, no entanto, o benefício será concedido, por meio dessa regra, para as mulheres com mais de 53 anos. No caso dos homens, por meio da regra, a aposentadoria poderá vir a partir dos 55 anos.

Importante ressaltar ainda que a partir de 2020, a cada 2 anos, as idades mínimas – 53 e 55 – aumentarão em 1 ano. Ou seja, em 2020 as mulheres poderão se aposentar com 54 anos e os homens com 56. Em 2022, as mulheres poderão se aposentar com 55 e os homens com 57 e assim sucessivamente. Por fim, a regra de transição ainda terá um pedágio de 30% sobre o tempo de contribuição que faltar para receber o benefício.

Mudanças para a Aposentadoria Rural

A aposentadoria rural também sofreu mudanças. Antigamente o trabalhador rural podia se aposentar com 55 anos no caso das mulheres e 60 anos no caso dos homens, sendo preciso comprovar 15 anos de trabalho no campo. Com a mudança, as mulheres poderão se aposentar com 57 anos e os homens com 60, tendo que contribuir por, no mínimo, 15 anos.

Mudanças para a Aposentadoria Rural

Mudanças para a Aposentadoria Rural

Mudanças para os Professores

Os professores foram os que mais protestaram contra as mudanças. Antes da reforma os professores podiam se aposentar com 55 anos, desde que comprovassem 30 anos de contribuição, no caso dos homens, e 50 anos e 25 anos de contribuição no caso das mulheres.

Com a reforma a idade mínima foi fixada em 60 anos, com 25 anos de contribuição.

 

Recomendados para você: