1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Querendo se aposentar ? Conheça 7 Dicas de como Proceder

Você deve ser um contribuinte da Previdência Social desde cedo para garantir um bom benefício no futuro. A aposentadoria é um benefício dado a trabalhadores que contribuíram com a Previdência Social enquanto exerciam suas funções no trabalho.

Saiba mais: Inss Agendamento de Perícias

Quando não podem mais exercer, seja por doença, acidente ou idade avançada, ele pode solicitar a aposentadoria para receber mensalmente o benefício.

Entenda como Funciona a Aposentadoria

Entenda como Funciona a Aposentadoria

Entenda como Funciona a Aposentadoria

Empregados de empresas não precisam se preocupar muito com o pagamento, pois a própria empresa é responsável por arrecadar a parte de seus funcionários e realizar o pagamento. Nesses casos, o empregado pode verificar de diversas maneiras se o pagamento está realmente sendo feito, consultando o Extrato de Vínculos e Contribuições no site da Previdência.

Para os autônomos a coisa é um pouco diferente. Eles podem escolher entre duas opções: a primeira eles pagam 11% referente ao salário mínimo e nesses casos, quando se aposentarem receberá o valor do salário mínimo. A segunda opção é pagar 20% do salário que recebem trabalhando como autônomos.

O valor da contribuição depende muito do seu tipo de trabalho e perfil, mas no caso dos trabalhadores de carteira assinada, quanto maior for o salário, maior será o valor a ser pago.

1 – Contribua com o Máximo Possível

A melhor maneira de garantir um futuro é contribuindo com o máximo que conseguir agora. Pesquisas relatam que poucas pessoas recebem o valor integral do INSS, mas mesmo assim é bom contribuir um pouco mais para garantir sua renda todo mês.

Saiba mais: Saiba como Funciona a Aposentadoria Proporcional

É sempre bom contribuir com um pouco mais de R$100 por mês, mas nem todo mundo consegue. Por isso a minha dica é que você pesquise qual o melhor tipo de aposentadoria para o seu perfil e escolha um valor que não seja muito alto e nem tão baixo assim.

2 – Inscreva-se na Previdência Social

O primeiro passo para começar a contribuir é realizar a sua inscrição na Previdência Social. Isso deve ser feito em uma agência e você deve levar alguns documentos junto, eles variam de acordo com o tipo de aposentadoria escolhido.

Logo depois você poderá imprimir ou comprar os carnês ou a Guia da Previdência Social no site ou em papelarias.

3 – Não Fique sem Contribuir

Geralmente quando um funcionário é demitido, a empresa responsável pelo pagamento da contribuição não a faz mais, então cabe a você procurar outro emprego ou começar a contribuir por si só.

Não perca tempo, lembre-se que a maioria das maneiras de se aposentar exige um tempo mínimo de contribuição e quanto mais tempo você ficar sem pagar, pior para você.

4 – Fique por Dentro das Notícias

Quem é segurado da Previdência Social deve sempre estar ligado nas novas notícias, pois podem surgir mudanças nas regras de aposentadoria e você só descobrir depois quando quiser solicitar o seu benefício.

Sempre que possível acesse o site da Previdência e confira se as regras continuam as mesmas.

5 – Procure Especialistas no Assunto

Entrar em contato com profissionais que tenham experiência nesse ramo pode ajudar quem ainda está com dúvida de qual a melhor aposentadoria e de quanto pagar por mês. Os profissionais avaliam o mercado, sua renda e definem um tipo de aposentadoria ideal para o seu perfil.

Procure Especialistas no Assunto

Procure Especialistas no Assunto

6 – Faça Simulações

A Previdência Social mantém um portal eletrônico conhecido como SIBE – Sistema Integrado de Benefícios onde você pode consultar o seu tempo de contribuição. É como um simulador, onde você informa os dados e ele calcula o tempo de contribuição para você.

Isso é importante para você ver por quanto tempo já contribuiu e quanto tempo ainda resta.

Saiba mais: Fator Previdenciario. Entendo como ele Funciona

7 – Não Deixe para Depois

Um grande erro cometido pelos jovens é começarem a contribuir só depois dos 25 ou 30 anos. Dessa forma você perde tempo e vai se aposentar mais tarde ainda. A dica é que você comece a contribuir logo com seus 18 anos, desde que tenha um trabalho para arcar com os valores das contribuições.

 

Recomendados para você: